Tecnologia do Blogger.
RSS

Importância do movimento nas diferentes fases da vida


Vamos imaginar um bebê de dez meses de idade. Pequeno, frágil, mas com uma percepção de mundo que muitos duvidam. Porque eles precisam do movimento? Estendem as mãozinhas para pedir colo, apontar pra algum lugar, colocar um objeto na boca. Alguns se movem quando ouve uma música, outros podem começar engatinhar e tentar dar os primeiros passinhos para atingirem seus objetivos. O movimento serve para eles como aprendizado, exploração de suas capacidades e suprimento de suas necessidades.
Agora imagine uma criança de sete anos. Quais suas necessidades de movimento? Nessa fase estão muito evidentes as necessidades de coordenação, controle e aprendizado motor. As brincadeiras se tornam a melhor forma de expressão da personalidade, desejos e necessidades da criança. É onde se manifestam a interação com os coleguinhas: surgem os líderes, se revelam a raiva, o medo, a timidez, a vergonha... leia mais aqui
Na adolescência, o movimento passa a fazer parte importante no conhecimento do próprio corpo: na demonstração de força (para os meninos), de delicadeza e sensibilidade (para as meninas), da sexualidade. Manifestam diferentes escolhas com relação às *atividades motoras: esportes, lutas, dança, ginástica, musculação... É neste período que fazem uma opção quanto à importância e à continuidade de algum tipo de atividade motora no decorrer da vida. Não estou falando de se tornar atleta profissional, mas de reconhecer a necessidade do movimento para permanecerem saudáveis e evitarem doenças crônicas provenientes do sedentarismo. Por isso acredito ser fundamental a discussão de assuntos como saúde x doença, tipos de atividade que trazem maior benefício para o condicionamento físico, políticas públicas de acesso às atividades motoras, entre outros assuntos, por professores de ensino fundamental e médio.
No indivíduo adulto e idoso a atividade motora tem diferentes funções, como manutenção e melhora das capacidades físicas, preservação da capacidade mental e psicológica (o exercício físico também melhora sua mente!), pode proporcionar maior contato social, entre outras. É importante dizer aqui também que algumas capacidades físicas têm o auge na fase adulta como: força, velocidade e resistência. Estas, se não permanecerem sendo treinadas, declinam com o envelhecimento e trazem perdas de funções importantes. Por exemplo, a perda da força e flexibilidade nos músculos do quadril, glúteos e abdômen pode diminuir a capacidade de deambulação (caminhada).
*Só para deixar registrado aqui: as Atividades Físicas são todas as atividades da rotina diária, que fazem você ter um gasto calórico pequeno e não têm um objetivo específico para melhora das capacidades físicas. Já o Exercício Físico é todo exercício executado com o objetivo de melhorar uma qualidade física, como por exemplo: Força, Resistência, Flexibilidade, Aumento ou diminuição de peso corporal, melhorar a técnica necessária para participar de esportes, etc. No texto utilizo a expressão atividade motora com finalidade de caracterizar “exercício físico” para melhor compreensão.



Jaqueline Alves Nieto
CREF: 090794-G/SP

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...