Tecnologia do Blogger.
RSS

Obesidade e Inflamação Crônica


Ultimamente tenho ouvido falar muito sobre inflamação.  Pense um pouco nos diversos “ites” que você conhece, são muitos não é mesmo? A maioria de nós compreende quando está passando por um processo de inflamação aguda: por exemplo, quando houve um trauma ou, por algum outro motivo, sentimos dor, inchaço, vermelhidão... Nossas células imunológicas estão trabalhando para combater o “mal” pelo qual o corpo está passando.
Mas, você sabia que a obesidade pode levar a um processo de inflamação crônica de todo o organismo, e que isso ocorre inevitavelmente com o ganho de peso? Sabia que nossas células imunológicas são diretamente influenciadas pelos adipócitos (células de gordura) e que elas podem tornar a perda de peso mais complicada? Este processo pode alterar nosso controle hormonal de saciedade (leptina) e estimular o cortisol, outro hormônio, capaz de levar o corpo a estocar ainda mais gordura. Faz também com que as células do nosso organismo se tornem resistentes à insulina, o que leva ao aumento da gordura abdominal e visceral e, pior, pode desencadear Diabetes.
Bom, este processo todo não ocorre da noite pro dia (até porque ninguém fica obeso assim tão rápido), ainda bem! Por isso precisamos ter em mente que os adipócitos não podem ser encarados apenas como depósitos de gordura, mas como um tecido de importante função endócrina, capaz de liberar hormônios e citocinas (marcadores inflamatórios) capazes de alterar todo o metabolismo e gerar doenças.
Portanto, é necessário reduzir/combater o ganho de peso e a inflamação, não só para se encaixar em um "padrão estético", mas para viver com saúde! Uma boa opção para conseguir manter-se longe dos efeitos desagradáveis da inflamação crônica é adotar um estilo de vida saudável. Assumir atitudes que reduzam o sedentarismo, praticar mais atividades físicas em seu dia-a-dia e nas atividades de lazer. Se alimentar melhor, utilizando alimentos com ação antiinflamatória, que contenham ômega-3 (peixes, semente de gergelim, girassol, castanhas...) e antioxidantes (cebola, alho, soja, tomate, brócolis, repolho, couve-flor, uva, aveia, chá verde, semente de linhaça...) evitando alimentos gordurosos, álcool e fumo. Enfim, cuidar de seu corpo, matéria-prima da VIDA!
Jaqueline Alves Nieto CREF: 090794-G/SP


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...